Siga-me no Twitter

Inscreva-se já e receba nosso conteúdo -

Aulas de Turco

quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Nihao...................... nihao ma?

Olá pessoal,

O post não tem nada a ver com Turquia diretamente mas tem a ver com o processo - às vezes doloroso - da expatriação.

E tem a ver também com os primeiros passos de alguém que decide aprender um idioma estrangeiro, tanto faz se esse idioma é inglês, espanhol, turco ou...


Chinês

E o que você tem a ver com Chinês, Luci?

Vamos lá: tem um mercadinho aqui perto de casa, onde eu e meu marido (mais ele do que eu) batemos cartão. Os donos e boa parte dos funcionários são chineses, os que estão lá a mais tempo falam bem Português.

Três dias atrás fui lá com o meu marido e vi que tinha uma chinesa, gordinha, de rosto fechado, atendendo o pessoal no caixa. O outro mais velho de casa estava lá, dando apoio.

Cumprimentei-a, e ela nem olhou na minha cara. Daí virei para o outro e perguntei se ela não falava Português. Ele disse que ela havia acabado de vir da China.

Voltei para casa pensando nas trocentas situações semelhantes que eu vivi na Turquia, eu presa na minha redoma invisível da barreira do idioma.

- quantas vezes não quis reclamar e mesmo tendo voz, não fui ouvida?
- quantas vezes não quis sorrir junto à um grupo animado que tomava chá e batia papo e mesmo tendo voz e assunto, fiquei muda?
- quantas vezes mesmo sendo uma pessoa social e comunicativa fiquei isolada em meus pensamentos?

No dia seguinte precisei ir ao mercado, mas antes eu dei uma olhada no youtube, algo como "basic Chinese". Anotei algumas coisas num post-it e fui ao mercado, com meu marido junto. Chegando lá vi uma brasileira no caixa e a chinesa, no canto encostada num balcão estava olhando para o canto quieta com a mesma cara fechada.

Muda, isolada em seus próprios pensamentos...

Fui até sua direção, com meu marido sem entender minha mudança de direção e quando ela ergueu os olhos eu disse:



- Nihao.

Ela arregalou os olhinhos puxados e abriu um sorriso, respondendo "nihao".




Meu marido ficou surpreso!

No dia seguinte ela estava no caixa, e eu a cumprimentei com o "nihao" e ela novamente respondeu sorrindo (nem parecia a mesma moça do primeiro dia!!) e depois agradeci com um "chichi" (a tônica vai na primeira sílaba, não é "xixi" rsrs) e ela respondeu sorrindo um sei-lá-o-quê que pretendo aprender nas minhas próximas incursões no mandarim online....


Moral da história:

Pra quem está aprendendo um novo idioma - ou o primeiro - não fique constrangido em falar em língua estrangeira, não se sinta ridículo por isso. Esse é um bloqueio natural em quem não está habituado a se comunicar em língua estrangeira. Fale, fale sem medo de errar! O "velho guerreiro" já falava "quem não se comunica se estrumbica" (os mais novos talvez não entendam essa frase então consultem o tio Google).

Qual a sensação? De um abra-te sesamo! (porque você fala as palavrinhas mágicas e vê o resultado daquilo na pratica). Seja pedindo um copo de chá em Istambul, um café nos EUA ou dando um bom dia em Tóquio.

A sensação é de inclusão e de incluir.

E pra quem quiser aprender Turco, fale com meu marido Mustafa (damos aulas em dupla via Skype) através do e-mail mkoslu@hotmail.com.



Obrigada por ler este post, quero dizer    感謝您閱讀這篇文章   :-)

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

E se meu marido fosse Cearense, Pernambucano, Mineiro ou Gaúcho....será que isso aconteceria?

Olá pessoal,

Há tempos vim pensando em como formular esse post, sem que sentimentos negativos permeassem seu conteúdo, sem destilar alguns esculachos às pessoas que por certo o merecem. Deixei o tempo e a raiva passar para começar a redigir esse texto.

Vou narrar uma situação hipotética para reflexão, dando continuidade na ideia principal deste post.

"Maria é paulistana casada com Raimundo, que é Cearense. Maria passou três anos no Ceará, absorvendo os costumes e cultura local, com o passar do tempo percebeu que estava falando com o sotaque local.

Maria decidiu escrever um blog "as aventuras de Maria no Ceará" contando sobre os lugares legais que visitou naquele maravilhoso estado, dando dicas de praias e pontos interessantes para serem visitados e outros para serem evitados.

Por razões do destino, Maria teve que se mudar com Raimundo para São Paulo, e agora é a vez de Raimundo se acostumar com a vida paulistana, os costumes, etc.

E daí começa a ser exibida uma novela na TV onde o cenário são os lugares mais turísticos e badalados do Ceará. E por conta disso Raimundo - um homem comum - adquiri popularidade no Facebook e semana sim semana não tem mulheres paulistanas querendo adicionar Raimundo, sem contexto nenhum, apenas "por amizade" como elas mesmas dizem.

                                                                  FIM DA HISTORIA

Vamos lá. Raimundo poderia bem ser Mineiro, Gaúcho, Carioca....tanto faz. Mas Raimundo é Turco e se chama Mustafa. E a novela em questão é Mil e Uma Noites, que foi seguida pelo sucesso de audiência Fatmagül.

E qual o ponto X da história toda?

O fato do Mustafa ser Turco e não de outra nacionalidade tem atraído toda sorte de mulheres. Se estivessem interessadas em aulas de turco ou nossos serviços de tradução ou até encomendar algum produto da Joia do Oriente não me incomodariam. Mas elas na maior cara de pau ficam caçando assunto mesmo.

Fizemos um teste: meu marido postou uma foto bem zoada, com a barba por fazer. Pra ficar um completo mendigo só faltava o cachorrinho vira-latas do lado!

E mesmo assim teve gente (leia-se "mulheres") postando toda sorte de elogios do tipo "lindo" e suas variantes (até em espanhol).

Mulher direita sai elogiando um homem casado desconhecido?

Não, não faz.

Bem, eu nao faço isso... Quando muito um amigo por quem eu tenho respeito, e quando falo amigo digo alguém que de fato eu conheço, que já veio na minha casa ou que já tomou um guaraná comigo. Alguém que eu sei de fato que existe, que não é uma figurinha na tela do computador...

Me pergunto que anseios e lacunas da alma levam essas mulheres a saírem adicionando "na louca" Turcos (tanto faz se casados ou não) na esperança de terem um "Onur" aos seus pés como a Sherazade teve.

Algumas amigas relatam o mesmo. Leia o que contam:

"Uma amiga soltou até um EU TE AMO pro meu namorado. Sorte que ele é fiel e me replicou o post dela. Fui questioná-la e ela falou que não se importa se o Turco é comprometido ou não. Nossa, mas eu era amiga dela!"- conta Flávia*.


Outra amiga relata algo pior "uma periguete virtual chegou a enviar fotos dela só de calcinha e sutiã. Meu namorado tinha aceitado a solicitação de amizade dessa mulher porque me viu como contato em comum. Na verdade ela tinha conversado comigo tempo atrás por ter me achado num grupo de brasileiros & turcos, e eu acabei adicionando essa mulher mas nunca mais tinha falado com ela. Hoje somente mantenho em minha lista quem tem contato comigo com frequência" - diz Ana*.


E neste último: "Eu tenho a senha do Facebook do meu namorado. E uma das minhas amigas começou a teclar com ele em inglês, mas eu fui respondendo no lugar dele e ela nem percebeu. Fui dando corda até que um dia ela veio me contar que meu namorado não prestava porque estava no maior papo com ela. Então eu falei que a única pessoa que não prestava era ela, que além de vagaba era burra por não ter percebido que não era ele!". - diz Priscila*.

* Os nomes foram trocados para manter a privacidade.


Os Turcos que me adicionam (numa proporção menor do que as brasileiras que adicionam meu marido) estão mais interessados em praticar Português de graça. "Eu sempre pergunto se o contato é comercial tanto para homens quanto para mulheres, porque oferecemos vários serviços que podem interessar essas pessoas. Mas quando percebo que a pessoa está caçando assunto, eu bloqueio mesmo. Não temos nem tempo para o lazer direito, piorou para ficar de bate-papo com gente que nem conhecemos!" - disse meu marido Mustafa.


Dias atrás eu adicionei meu marido à conversa que um Turco tinha iniciado, em Português, alegando que queria bater-papo e fazer amizade e o foi uma sessão esculacho que o cidadão podia ter ficado sem, e ainda alegou "não saber que eu era casada". Como se essa informação tá lá estampada na primeira tela?

Gostaria de frisar aqui que somos pessoas super sociais (quem nos conhece sabe bem disso, a gente nem fica sentado um do lado do outro, interagindo cada um com um grupo diferente), gostamos de conversar sim mas aqui ninguém é idiota para não perceber má intenção. Fica a dica também pra quem quiser preservar seu relacionamento, seja namoro, noivado ou casamento, seja com Turco ou como Raimundo e Maria do começo desse post.



Precisando de Aulas de Turco? Fale com o Turco:


Melhor preço do mercado, contate a gente e confira!




Conheceu um Turco mas você precisa de uma forcinha para aquela DR e vocês não falam a mesma língua? Fale com a gente:

E-mail: amorturcotraducoes@gmail.com 


Garantia de sigilo nos serviços (leia os termos no blog), preços acessíveis. Confira!





Acessórios para decoração, Olho Turco e bijoux fale com a Joia do Oriente - by Luciane Köşlü


Luciane Koslu MEI. Orçamento sem compromisso, enviamos para todo o Brasil.


Um beijo da Luci!




quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Qual sua desculpa para não aprender um idioma?

Olá pessoal,

Decidi gravar um trechinho do bate-papo com o Ömür porque fiquei impressionada com o Português do rapaz, que aprendeu nossa língua só de conviver com brasileiros. Onde? Assista o vídeo e descubra!




quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Como dominar um homem turco: pisadinha no pé na hora do "sim" será que dá certo?

Olá pessoal,

Diz a tradição turca que a noiva que pisa no pé do noivo logo depois de dizer "sim" manda no casamento.

Bom, pelo tempo que eu fiquei com o pé em cima do pé do meu marido ele deve ser um "mandado" mesmo rsrsrs

Brincadeiras a parte segue o vídeo com o momento da pisada Olímpica.



segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Turcos no Japão - e eu com isso?

Olá pessoal,

Numa noite dessas navegando pelo Face recebo uma mensagem em "outras" de uma brasileira - casada com um turco - que acompanha meu blog. Até aí nada fora do normal, mas a querida Alessandra Tatibana mora somente há 25 anos (!!!) no Japão e me contou que existe uma expressiva comunidade turca por lá.

Confesso que essa informação e surpreendeu, porque eu já sabia da comunidade turca na Alemanha (óbvio) e na Bélgica. Mas no Japão, nunca me passou pela cabeça.

Assim, decidi entrevistar a moça para me aprofundar mais sobre o assunto, pois afinal existe um número grande de brasileiros por lá e saber como as relações entre turcos e brasileiros se desenrolam na terra do sol nascente.


Sushi com Kebab



1 – Seu nome: Alessandra Tachibana Ozbir

2 – Idade: 43 anos

3 – Há qto tempo no Japao? 25 anos

4 – Quanto tempo de casamento? 4 anos

5 – Voces têm filhos? Temos 1 filha mais duas do meu outro casamento

6 – Como conheceu seu turco?  Nos conhecemos durante o trabalho quando ele veio até à agência de empregos onde eu trabalhava aqui no Japão.

7 – Você ja visitou a Turquia? Ele já visitou o Brasil? Eu já estive na Turquia mas ele ainda não teve a oportunidade de ir para o Brasil.

8 – Existem muitos turcos no Japão?
Sim nos últimos 5 anos o Japão têm recebido um grande número de imigrantes turcos/curdos , oficialmente até 2014 eram 3,444 residentes. Já existem muitos com visto de permanência por terem negócios aqui no país ou pelo cônjuge japonês.

9 – Por que eles escolheram o Japão para morar?
Primeiro pela facilidade de entrada no país, turcos “a priori” recebem o visto de turista por 90 dias já na alfândega ao desembarcarem no Japão devido ao acordo entre os 2 paises. Após a entrada como turista entram com o pedido de refúgio no país, esses trâmites duram alguns anos até o parecer final do governo japonês enquanto isso (resumidamente) podem permanecer no país renovando o visto a cada 6 meses. Muitos não sabem mas, devido ao episódio do naufrágio do navio turco Ertuğrul na costa de Kushimoto em 1890 onde os japoneses resgataram e acolheram marinheiros sobreviventes da embarcação turca e posteriormente em 1985 quando o governo turco enviou um avião da Turkish Airlines para resgatar 215 cidadãos japoneses no Iraque logo que Sadan Hussein declarou guerra a todos aliados dos EUA serviram para aproximar mais ainda os 2 países.

10 – Quem é mais louca por homem turco: as japonesas ou as dekasseguis (brasileiras descendentes de japoneses que imigram para o Japão)? 
 Olha a concorrência tá grande, tanto as latinas (brasileiras, peruanas na maioria dos casos) , quanto as asiáticas também (japonesas e filipinas em geral) estão se rendendo ao  charme turco (rs...)

11 – İlhan Mansız foi um jogador de futebol com pinta de modelo que fez muito sucesso enquanto morou aí no Japão. Ele ainda tem fãs aí? 
Sinceramente nunca ouvi falar, desculpem minha ignorância futebolística (rs)

Nota da Luci: Meu marido comentou que ele teria seguido uma carreira bem sucedida como modelo lá no Japão. Dá uma olhada na foto abaixo e me fala se o turco não tem um certo ar de samurai...


12 – Os turcos do Japão sao unidos?

 Só na hora de fazer aquela fofoca básica (dedikodu) acompanhada de Rakı claro! No geral os curdos ficam mais digamos agrupados em seus guetos do que os turcos, a maior comunidade curda está na província de Saitama e já protagonizaram um barraco esses dias no dia de votação em frente a embaixada turca em Tokyo, tsc tsc tsc que vergonha meu povo!

13 – Existem mesquitas no Japão? 
Sim existem, mesmo porque os Paquistaneses que já vivem há muitos anos no Japão procuram abrir uma por onde há uma concentração considerável de imigrantes islâmicos. Aqui na minha cidade tem uma pequena ao lado da estação de trem, normalmente pequenos lugares alugados e transformados em locais de oração. As mesquitas turcas são representadas legalmente pela Tokyo Mosque Religious Foudation link.

14 – Existem restaurantes turcos no Japao? 
Sim muitos, a comida turca é muito apreciada por essas bandas e o Kebab já é um conhecido lanche de rua embora a versão aqui seja bem diferente da original pois foi trazida pelos iranianos e adaptado para o paladar japonês (frango, repolho picado e um molho que pode ser pouco ou muito picante). Já os restaurantes turcos mesmo procuram manter a originalidade dos pratos servidos tem gente de toda parte na área de Tokyo , vindos de Istambul, Iskender, Adana, Capadócia, Hatay etc. Onde moro além de 1 restaurante tem também um barzinho turco onde se pode também fumar nargile enquanto toma seu rakin , kahve ou sahlepe.

15 – Os turcos se integraram à sociedade japonesa ou vivem em seus próprios “guetos”? 
Infelizmente ainda são pouco que estão bem integrados a sociedade local. Sabemos que organização não é o forte dos turcos enquanto os japoneses são extremamente organizados e metódicos, obedecem e seguem a risca as regras em geral. Sendo assim,  fica difícil a convivência com os desregrados, o primeiro ano dos novos imigrantes normalmente é uma lástima! A teimosia e o sentimento de liberdade leva ao erro, sabemos que os turcos querem para ontem e do jeito deles , isso não funciona por aqui. Leva tempo mas, os japoneses são pacientes e a maioria que aqui chega, tem aprendido aos poucos que boi em terra estranha é vaca! Muitos tem se esforçado para se enquadrar à sociedade local antes de ser enquadrados e despejados pelo anfitrião da casa! 

16 – Os japoneses sao famosos por sua organização e foco, os turcos pelo inverso. Como é essa relação quando turcos e japoneses tem que trabalhar juntos?  
Pois é, como citei acima é complicado. Meu marido por exemplo fica muito irritado com seus compatriotas que aqui chegam e pensam que o fato dos japoneses serem tolerantes em muitas situações significa que eles são “bobos” e insistem em se comportar de maneira incoveniente para os padrões da sociedade japonesa. Como eu trabalho em uma agência de empregos que contrata várias nacionalidades, posso dizer que muitos cidadãos turcos perdem postos de emprego devido ao mau comportamento e não por não falarem o  idioma que muitos apontam como barreira principal , a dificuldade em ultrapassar o choque cultural é o que prejudica os próprios imigrantes. 


17 – Tem algum tópico relevante que você gostaria de abordar? Comente.  
Em resumo eu acho que informação é essencial para aqueles que estão prestes a se envolver de alguma forma com outra cultura, seja a trabalho, estudo, turismo ou mesmo namoro. Somos ocidentais e eles orientais, o novo mundo e  o velho mundo possuem características muito distintas que nem os tempos modernos conseguiu apagá-las porém, com sabedoria, respeito, amor ao próximo e se possível com bom humor é possível conviver sim em harmonia. Então busque conhecer melhor a cultura, os costumes e tudo que for relevante antes de emitir qualquer comentário e lembre-se que também como nós brasileiros existem pessoas diferentes então,  não generalize caso tenha uma experiência desagradável com algum turco ou na Turquia. Eu mesma estudei muito antes de decidir visitar o país, busquei informações em várias fontes (inclusive as preciosas dicas do blog Das aventuras da Luci na Turquia) , minha sogra e cunhada já tinham vindo me visitar no Japão e eu já estava casada a mais de 2 anos e mesmo assim tive alguns digamos que “probleminhas” com o jeito turco de ser , que lembra muito o jeitinho brasileiro, “jeitinho” esse completamente impensável para a sociedade japonesa. Então lembre-se cada povo no seu quadrado, então se for invadir a praia deles respire fundo e esteja aberta para o novo.

18 – Existem produtos turcos aí no Japao? 
Sim com o crescimento da comunidade turca e vários acordos bilaterais de redução ou isenção de imposto sobre importação entre os 2 países fez com que hoje em dia seja comum encontrar vários produtos Made in Turkey nas prateleiras dos supermercados japoneses, os mais presentes são: macarrão, azeite, figo seco, avelã e óleo de girassol,  há 3 anos atrás eu comprava Ayran fabricado por uma grande marca de latícinios japonesa que foi distribuído por um tempo em grandes redes de supermercado, infelizmente foi uma produção limitada . Outros produtos básicos como Salça, Bulgur, Pilav, Zeytin, Mercimek, Mehmet Kahve, Tahin dentre outros, podem ser encontrados em lojas especializadas em produtos da Turquia tanto lojas fisicas como online. Eu por exemplo compro o que preciso em uma loja de produtos Latinos cujos donos são brasileiros mas, apostaram na clientela turca mantendo o estoque de produtos turcos sempre em dia e temos até um açougue brasileiro que produz “sucuk” para seus clientes turcos. Outros produtos como tapetes , cerâmicas e diversos artesanatos também são muito apreciados pelos japoneses e vendidos em várias lojas especializadas.


Legal né? E se você é brasileiro ou turco e está no Japão pode contar com mais esse espaço: a Beleza Turca, sua loja virtual brasileira no Japão especializada em produtos turcos!




domingo, 8 de novembro de 2015

Um turco, dois sírios - treta ou amizade?

Olá pessoal,

Existem diversos blogs e vlogs sobre Turquia, turco, amor turco e correlatos, cada um usando a liberdade de expressão como convém, como dever ser e às vezes como não se deve.

Num destes eu ouvi a moça (brasileira) afirmar categoricamente que turcos e sírios se odeiam. E ponto.

Mas onde há amor há esperança e onde houver esses dois elementos há a mão de Deus operando. E ontem eu vi isso acontecer, em nossa terra abençoada chamada Brasil (como todos sabem, Deus é brasileiro, oras....rs).

Nossa pátria como grande mãe que é recebe e acolhe (do seu jeito) os filhos de sua terra e de terras longínquas. Aqui os conflitos, as diferenças, as rusgaz não encontram solo fértil para continuarem.

E ontem, numa loja de cortinas cujo dono se tornou nosso camarada eu me vi numa cena digna de ter sido filmada e virar postagem no youtube, que já anda tão cheio de notícia ruim.

Resolvi fazer um intervalo no trabalho (aqui praticamente é 24x7, ou quase isso) e falei para o meu marido irmos comer doces na Lapa, num lugar ao lado da loja de cortinas Casa Bela - cujo dono de conhecido está ficando mais próximo a cada visita nossa.

Sr. Badhiá é um jovem sírio de pele queimada, casado com uma brasileira, que já está por essas bandas há 12 anos. Falando gírias e expressões em nossa língua - com um pouco de sotaque - é praticamente um brasileiro na minha opinião. Meu marido ainda não fala tão bem português mas os dois estavam lá se esforçando em entender um ao outro.

Clientes entraram, sr. Badhiá foi atendê-los e eis que chega mais um "brima" - digo, cunhado do nosso amigo, o sr. Hasan  - este há 2 anos aqui fala português mais ou menos como o meu marido.

Lembrando que turcos falam o idioma turco e árabes falam o idioma árabe, que não têm nada a ver um com o outro.

E por isso o sr. Hasan engatou uma conversa sobre o Oriente Médio, política e tals em inglês com o meu marido.

E depois o sr. Badhiá retorna e participa da conversa, com o cunhado traduzindo, ou às vezes eu traduzindo para o português, pois ele não falava inglês

E assim me deparei com aquela cena: um turco muçulmano, dois sírios cristãos, respeito mútuo, amizade, risadas e um papo descontraído.

Isso me faz ter esperança num mundo melhor.

O post foi somente para derrubar alguns esteriótipos. Mas o meu próximo desafio é levar meu marido numa loja de sapatos cujo dono é um Armênio.


Eu acredito num mundo melhor, e você?







Beijos da Luci



Gostou do post? Divulgue para os amigos ajude nosso blog a atingir as 100.000 visitas antes do fim do ano (não vou ganhar nada com isso, é só uma meta pessoal :-)  )

sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Dia das Bruxas Turco ??? Video clipe bizarro....

Olá pessoal,

Sapeando no youtube me deparei com esse clipe bizarro (ok se você gostar te respeito, mas pra mim é bizarro rsrsrs)

Segue:



Beijos da Luci

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Por que todos odeiam a Mukaddes?



Olá pessoal!

Aqui no Brasil como todo mundo que adora-ama-tem algo a ver- com a Turquia também estou ligadinha nas novelas turcas: depois de Mil e Uma Noites eu e meu marido não perdemos um capítulo de Fatmagül (ele até baixou o apps do canal Bandeirantes pra "levar" a TV pra cozinha enquanto jantamos!).

Mesmo que você não acompanhe a novela, peço para que leia o post até o final. Ele tem a ver com a arte de intromissão turca, de meter o nariz (às vezes avantajado) na vida alheia.

E como pra tudo existe Rei ou Rainha nesse universo, eu elegi a Rainha, a Mestra-Mor dessa arte: Mukaddes, personagem da novela Fatmagül a Força do Amor.



Nessa cena (capítulo 52 exibida ontem) ela sem ser chamada pula na frente do amigo do Kerim, que tava mostrando uma foto de uma "amiga" pro camarada e a xereta assim que tava de antena ligada na conversa dos dois largou o que tava fazendo e pulou no assunto sem ser chamada.



Mukaddes além de toda ruindade e falta de compaixão humilha seu marido e se mete em tudo quanto é assunto, sem limites!

Na família do meu marido tem uma criatura xereta-sem-noção, que uma vez chegou até a perguntar pra gente na frente da família dele o que afinal nós fazíamos todas as noites uma vez que não assistíamos a seriados turcos (que pergunta indiscreta pra se fazer pra um casal sem filhos, eu hein!).

Nem respondi nada porque não iria adiantar dar uma resposta de atravessado pra ela. Assim como a Mukaddes, esse "encosto" da família do meu marido se saia como "a ofendida" e com um "estou somente querendo ajudar" se fazia de vítima.

Mas por que os turcos se metem tanto na vida alheia?

Num "grau 1" de xeretice "isso é típico de quem mora no Oriente Médio. É importante saber quem é o nosso vizinho, se alguém novo chega no pedaço a gente vai com uma fatia de bolo e um copo de chá como gentileza mas aproveita a viagem pra perguntar sobre a vida da pessoa." - disse meu marido Mustafa."- Mas até pra mim uma Mukaddes é demais! Não sou psicólogo mas tenho comigo que isso é inveja da Fatmagül, que é linda e tinha um noivo lindo aos seus pés. Logo mais na novela vocês vão entender que Mukaddes não é feliz em seu casamento com o Rahmi"- completa.

Faz sentido. A Mukaddes da família dele sempre queria se aparecer mais do que eu em TODAS as reuniões de família (era óbvio que as pessoas queriam conversar comigo, a estrangeira de uma terra tão longínqua, mas ela pulava na minha frente pra falar do meu país e das minhas preferências!).

Ela só parou o dia que tomou uma invertida minha em turco, na frente das irmãs dela...

Como lidar com um ser desses? Quanto menos souber da sua vida melhor, quanto menos você tiver que andar com uma criatura dessas melhor ainda. Porque daí você não dá munição pra invejosa querer se aparecer as suas custas.

Agora se você quiser saber mais sobre turquices na visão de um turco convido você a conhecer o blog do meu marido Mustafa >>> http://www.falamustafa.blogspot.com.br/ (em Português)  e se quiser perguntar algo sobre cultura turca escreva para mustaresponde@hotmail.com - a sua pergunta pode ser publicada mas seu nome fica em sigilo.


Um beijo da Luci !

sábado, 17 de outubro de 2015

Chamadas telefônicas podem ser bem mais baratas da Turquia para o Brasil do que o inverso

Olá pessoal,

Lembro do tempo em que morei em İzmir meu marido contratou um pacote onde a ligação para o Brasil custava algo em torno de 5 TL / hora. 

Creio eu que pelo mesmo preço você diz apenas "alô" se ligar para a Turquia.

Hoje em dia com Whatsapp, Zapzap etc. acho que pouca gente se lembra do que significa DDI...

Os serviços de postagem são muito mais em conta também. Lembro de quando enviei um presente para o meu sobrinho foi muito barato. Já a minha irmã pagou duas vezes o preço do creme para mãos da Natura que ela me mandou só com serviço de postagem.


Pense nessas informações quando um turco te ligar em casa ou mandar presentes da terrinha dele. Ele não está fazendo nenhum sacrifício financeiro não...

Aulas de Turco via Skype - Pra quem quer aprender, sem sair de casa, esteja onde estiver (inclusive Turquia)

Fale com o Mustafa, o turco muçulmano mais Pop desse planeta!

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Islamofobia x Islamofóbicos x Muçulmano Pop

Olá pessoal,

Gostaria de compartilhar uma situação que vivenciei hoje aqui em terras brasileiras com meu marido Mustafa, que é muçulmano.

E daí que é muçulmano? O artigo V da nossa Constituição não lhe garante liberdade de credo?

Ele precisa ficar declarando sua fé aqui no Brasil, um país laico?

Pois bem. Falar que o povo brasileiro é desprovido de preconceito é uma mentira deslavada. Sabemos que isso na Europa é bem mais intenso, mas a melhor arma contra o preconceito é a informação, o exemplo e o poder de persuasão.

Não, não estou fazendo propagandao do islamismo, continuo protestante e com minhas convicções. O ponto deste post aqui é um só: não admito que julguem algo baseado em realidades distorcidas de fontes diversas.

Não admito que julguem Mustafa, o muçulmano mais pop que eu conheço, sem conhecê-LO!

No episódio de hoje, estávamos lá eu e meu marido fazendo um lanchinho rápido numa padaria super bem frequentada aqui perto de casa e ele me cutuca, apontando para uma senhora que se aproximou para pedir algo no balcão:

- Olha, a mulher grega de quem te falei!

Meu marido havia ido naquela mesma padoca dias atrás, vestido com uma camiseta da Grécia que dei pra ele. O Mustafa não tem cara de turco, tem mais cara de grego mesmo e isso se deve ao lado materno, da ilha de Creta. Duas senhoras o chamaram e perguntaram se ele era grego.

- Não, eu sou turco.

Daí uma fez uma careta, enquanto a outra balançava a mão num sinal de "xô" e ele completou:

- Mas a família da minha mãe é grega, e eu sou de Esmirna.

Deu o cartão do nosso pequeno negócio e foi embora.


A senhora reconheceu ele e veio conversar com a gente;

- AH, mas ele é turco, né? Você sabe como é, gregos e turcos não se bicam... - comentou
- Sim, eu sei. Mas ele é de İzmir, e eu achei İzmir tão mais a cara da Grécia do que Turquia. A mãe dele falava grego na infância.
- Pois é... mas ele é muçulmano, né?

A entonação desse "né?" me deixou claro muita coisa. O que pegava não era apenas o fato dele ser turco. O que pegava era a religião dele.

Isso foi meio que a gota d'água depois de ler tanta coisa relacionada a islamofobia na internet, de alguns relatos de algumas brasileiras que tiveram experiências horríveis com seus turcos e que clamam essas experiências como verdades absolutas e irrevogáveis.

Então eu engoli o pedaço de torta que mastigava e respondi, erguendo as sobrancelhas:

- Ele é muçulmano sim, mas um muçulmano pop. Um muçulmano que não come porco, e que me deixa comer porco. Um muçulmano que nunca questionou minha fé, que sempre me deu liberdade de ser ou fazer o que eu quisesse. Olha esse vestido que estou usando: meus braços a mostra, você acha que todo muçulmano permitiria isso? Eu sei que não.

Ela ficou apenas me ouvindo. Então eu concluí:

- Faz quatro anos e meio que estamos casados e nunca brigamos por causa de religião em casa, e duvido que um dia isso aconteça.

- Parabéns que Deus abençoe vocês. - disse, e completou num suspiro: - Eu fui casada com muçulmano, um egípcio.

- Ah sim claro, mas tem muita diferença! - respondi, farta de generalizações, mas pagando na mesma moeda - Imagino que egípcios são muito mais conservadores, não?

Ela se despediu, falando que precisava ir trabalhar. E se mandou.

Existem pessoas e pessoas, isso é clichê óbvio e ululante. Se você teve uma péssima experiência eu só tenho a lamentar por isso e orar por você. Mas isso não significa que todos estão fadados ao mesmo destino.

Turco não é tudo igual, brasileiro não é tudo igual. Achar que fulano é correto só por pertencer a determinada denominação religiosa é pedir pra se decepcionar.

Vira e mexe recebo mensagens de moças que estão namorando com turcos pela internet e a pergunta que se repete é "e o seu turco??? Aceita isso ou aquilo???"

A pergunta que vocês, queridas, devem fazer é diretamente para seus turcos se eles aceitam ou não aceitam determinada coisa. E se a família dele aceita ou não aceita.

Isso vai evitar muita dor de cabeça no futuro, acredite.

Nota 1: meu marido não é melhor do que ninguém, não quis dizer isso em meu post. Enfatizo a diversidade de culturas e pontos de vista que existem num país de tamanho considerável como a Turquia que foi influenciado por diversas culturas.

Nota 2: sobre egípcios serem mais conservadores - falei isso pra grega sem base nenhuma, somente no que a TV mostra o que nem sempre significa ser a verdade 100%, mas eu quis pagar na mesma moeda, digo, generalizando.



Que o Senhor Jesus abençoe a todos vocês


Luci

sábado, 10 de outubro de 2015

Explosões na Turquia deixam mortos e feridos

Segue o link:


http://g1.globo.com/mundo/noticia/2015/10/explosoes-na-turquia-deixam-mortos-e-feridos.html

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Notícias da Turquia - 02 de setembro de 2015

Seguem os links:


Futebol: http://www.record.xl.pt/futebol/internacional/detalhe/turquia-galatasaray-confirma-contratacao-de-grosskreutz-972578.html

2 Jornalistas e 1 Tradutor presos na Turquia: http://g1.globo.com/mundo/noticia/2015/09/turquia-acusa-jornalistas-da-vice-de-trabalhar-para-organizacao-terrorista.html

Criança e policial morrem em ataques na Turquia: http://g1.globo.com/mundo/noticia/2015/08/crianca-e-policial-morrem-em-ataques-na-turquiaa.html

Mais futebol: http://www.record.xl.pt/futebol/internacional/detalhe/turquia-nani-coroado-rei-de-istambul-972377.html

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Depois do sucesso de Mil e Uma Noites, vem aí Fátima Gül - pela rede Bandeirantes de TV

Para ler a matéria na íntegra, segue o link: http://natelinha.ne10.uol.com.br/novelas/2015/07/27/band-anuncia-estreia-de-sua-nova-novela-turca-fatmagul--a-forca-do-amor-91091.php

Pra quem está aprendendo turco até ajuda se você assistir o original e a versão dublada (não leve ao pé da letra porque nem sempre dá pra traduzir uma expressão em turco pro português, o que acontece nesses casos é uma adaptação).

Bjo da Luci.



Sinagogas na Turquia - links

Segue o link da wikipedia

https://tr.wikipedia.org/wiki/T%C3%BCrkiye%27deki_sinagoglar_listesi

De Ankara: http://www.ankarakultur.gov.tr/servisler/kultur-ve-tabiat-varliklari/kiliseler/sinagog-musevi-cemiyeti

De İzmir: http://www.izmirde.biz/?Bid=641882

De İstambul: http://www.yoltarifi.com/istanbul-havralar-sinagoglar--pm



Igrejas Ortodoxas - Turquia

Seguem links com relação de igrejas ortodoxas na Turquia:


Igreja Ortodoxa Turca:

De Antioquia (Antakya): http://www.antakyaortodoks.com/

Em Istambul: http://www.istanbulburda.com/Istanbul-Ortodoks-Kiliseler-ve-Ayazmalar-33563

Site da associação das igrejas ortodoxas gregas (bizantinas) http://www.rumvader.org/Page/80/vakiflarimiz.html






Igrejas Protestantes - Links

Olá,

Segue como prometido link da Wikipedia turca com relação de igrejas protestantes de Istambul: https://tr.wikipedia.org/wiki/İstanbul%27daki_kiliseler_listesi.

Associação das Igrejas Protestantes da Turquia (site em inglês e turco): http://www.protestankiliseler.org/eng/

E segue este último link, com relação das igrejas protestantes na Turquia: http://incil.info/kiliseadresleri




Igrejas Católicas em Istambul

Alguns recém-chegados à Turquia entraram em contato comigo pedindo informações diversas. Apesar de não residir mais neste belo país vou continuar postando informações que acredito serem úteis pra quem não domina o idioma turco e muitas vezes não conseguem ajuda do próprio marido seja porque este desconhece o assunto ou não quer ajudar mesmo (sou casada com turco e sei bem como são essas coisas...)

Nas postagens futuras você encontrará links com relação de igrejas de outras denominações de outras províncias.

Caso queira você mesmo consultar no google, digite "Katolik Kilisesi" e o nome da cidade. Para igrejas evangélicas, Protestan Kilisesi + nome da cidade.

Pra quem já sabe turco isso é óbvio, mas ainda me lembro dos meus primeiros meses onde tudo era obscuro e confuso por não entender nada.

Abrç da Luci




Link da wikipedia (copie e cole no seu browser):

https://tr.wikipedia.org/wiki/%C4%B0stanbul%27daki_kiliseler_listesi


Links de notícias da semana sobre a Turquia - 21/08/2015

Pra quem não tem tempo de acompanhar, pra quem ainda não domina o idioma turco pra entender tudo o que é veiculado na mídia turca.

Para falantes de português :-)


Chefe do Pentágono exige que Turquia faça mais para combater o EI

http://g1.globo.com/mundo/noticia/2015/08/chefe-do-pentagono-exige-que-turquia-faca-mais-para-combater-o-ei.html

Vôlei sub-23:  http://globoesporte.globo.com/volei/noticia/2015/08/na-casa-das-rivais-meninas-do-brasil-batem-turquia-e-levam-mundial-sub-23.html

Erdoğan anuncia eleições antecipadas: http://www.publico.pt/mundo/noticia/erdogan-anuncia-eleicoes-antecipadas-para-1-de-novembro-na-turquia-1705615

Links diversos sobre últimos conflitos: http://g1.globo.com/tudo-sobre/turquia/

EI ameaça Turquia: http://pt.euronews.com/2015/08/18/autoproclamado-estado-islamico-ameaca-turquia/


quarta-feira, 12 de agosto de 2015

Links de notícias da semana na Turquia - para quem fala pouco turco, mora na Turquia e tem o direito de saber o que se passa

Mostrar os fatos não significa fazer propaganda ruim de um país, mesmo porque eles vêm sendo largamente divulgados em diversas mídias.

Seguem os links com notícias em português:

Turquia: Carro blindado salva Mehmet Topal de uma tragédia

http://www.record.xl.pt/futebol/internacional/detalhe/turquia-carro-blindado-salva-mehmet-topal-de-uma-tragedia-968042.html


Líder curdo acusa Turquia de 'proteger' o 'Estado Islâmico'
http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2015/08/150810_turquia_entrevista_pkk_pai


Extrema-esquerda reivindica ataque contra consulado dos EUA na Turquia
http://g1.globo.com/mundo/noticia/2015/08/extrema-esquerda-reivindica-ataque-contra-consulado-dos-eua-na-turquia.html

Sobre o mesmo assunto:

http://g1.globo.com/mundo/noticia/2015/08/ataques-contra-consulado-dos-eua-e-delegacia-em-istambul-deixam-mortos.html

http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/afp/2015/08/10/turquia-ataques-contra-consulado-dos-eua-e-delegacia-em-istambul-e-atentado-no-sudeste.htm

segunda-feira, 30 de março de 2015

Avião da Turkish Airlines com destino a SP desvia por ameaça de bomba

Leia mais copiando e colando o link no seu browser:



http://g1.globo.com/mundo/noticia/2015/03/aviao-da-turkish-airlines-com-destino-sp-desvia-por-ameaca-de-bomba.html

Partida entre clube amadores na Turquia termina com 15 expulsões

Dá uma lida na matéria nesse link aqui (copie e cole no seu browser):



https://esportes.yahoo.com/blogs/redacao/partida-entre-clube-amadores-na-turquia-termina-com-15-expuls%C3%B5es-120233914.html

O Segredo Revelado!