Buscar

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

O monstro do Lago Van - Turquia

Não, isso não é paródia do famoso "Monstro do lago Ness", ou Nessi para os íntimos.

Buscando vídeos no youtube sobre o Lago Van encontrei algumas preciosidades: num dos vídeos temos relatos de pessoas que juram-por-Allah ter visto a tal criatura com "ventre branco e cabeça de baleia".

No outro, um filme sobre o monstro turco, quem sabe parente daquele que habita a Escócia (é na Escócia, não é?)

Só sei que por conta da nova lenda turca o turismo local aumentou significativamente, algo como o nosso brasileirissimo ET de Varginha que projetou a então pacata cidadezinha para o mundo!

Vale a pena conferir:





E um longa metragem (nem assisti, vou conferir agora também):



Pra quem gosta deste tipo de assunto, boa diversão !

Tarkan cumpre liberdade condicional e terá que fazer tratamento para largar as drogas

Nosso turco mais famoso e querida está passando por um péssimo momento. Vamos torcer para que ele supere o vício e continue a nos encantar com sua bela voz e olhos verdes ...

fonte: http://www.zaman.com.tr/magazin_mahkemeden-tarkan-karari-uyusturucu-tedavisi-ol_2189497.html

P.S.: A tradução está mais ou menos.

"Justiça decide que Tarkan deve se recuperar do vício em drogas.
Istambul, 3 de dezembro: Tarkan não compareceu à audiência no Tribunal Superior Penal. O advogado de Tarkan solicitou que fosse concedida liberdade condicional a seu cliente, uma vez que ele declarou usar drogas há pouco tempo.

ELİF EŞİT - ISTAMBUL
27 de dezembro de 2013

Foi decidido o cumprimento de ‘tratamento’ e ‘liberdade condicional’ no caso de envolvimento de drogas do cantor Tarkan. Durante um ano ele fará tratamento para se recuperar das drogas, passando por acompanhamento especializado a cada 3 semanas.
O famoso popstar Tarkan foi condenado por usar entorpecentes e a decisão do processo que durou 3 anos saiu ontem. O Tribunal, decidiu conceder a Tarkan liberdade condicional e exigiu que fizesse tratamento para se recuperar do vício.
Tarkan, em 3 semanas irá ao gabinete de liberdade condicional para  acompanhamento especializado e supervisionamento da sua recuperação. Caso não se submeta ao tratamento, o julgamento do famoso cantor continuará e ele poderá ser condenado de 1 a 2 anos de prisão.

Istambul, 3 de dezembro: No Tribunal Superior Penal o cantor Tarkan Tevetoğlu estava entre os 17 réus na audiência do caso de drogas, também se encontrava no local Kubilay Keskin acompanhado de seu advogado. Tarkan não compareceu a audiência. No julgamento, as últimas palavras do advogado sobre seu cliente,  foram de que ele está arrependido e querendo a aplicação das disposições, pediu para se submeter a tratamento e solicitou liberdade condicional”. Tarkan antes da audiência em que participou, declarou "devido às dificuldades da minha vida e minha fama por um período admito que usei drogas. Mas depois da operação anti-drogas nunca mais usei nada. Estou arrependido. " disse.
O Tribunal, na sua decisão os réus Tarkan Tevetoğlu, assim como Gökhan Yüzbaşıoğlu, Bekir Saçar, Fiona Heriş, Gülperi Erçetingöz, Özlem Dinler Altun foram condenados por "porte de entorpecentes para uso próprio” e devem se submeter a tratamento de 1 ano enquanto cumprem sua pena em liberdade. Assim, esses réus serão tratados para largas as drogas por 1 ano. Eles também passarão por um controle a cada 3 semanas. Se interromperem o tratamento eles foram informados de que o julgamento terá seguimento e serão instalados e disposições. O Tribunal absolveu o réu Vedat Aysel da acusação de importação de entorpecentes por falta de provas suficientes. 

O comitê do tribunal, os acusados  Recep Aytek, Abdulmelik Geniş, Kubilay Keskin, Murat Erdoğan, Tarık Miras, Selman Göknur Şener ve Mehmet Sami Geniş foram condenados a 6 anos e 3 meses de prisão por venda e fornecimento de cocaína.

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

KLM voo para o Brasil - 599 Euros

A campanha acaba amanhã voando entre Janeiro e Maio de 2014. Se quiser ver a terrinha pagando pouco para viajar corra porque a campanha acaba AMANHÃ...



http://view.klm-mail.com/?j=fe8e157876600d7b77&m=fe9615707360037877&ls=fe261576766c0d7a771574&l=ff001671716305&s=fe4a10767c61037a7c12&jb=ff8f1c78&ju=fe5817707c600074771c&r=0&WT.mc_id=L_TR_email_ExactTarget_Newsletter_null_Null_null&WT.trsc=email&WT.i_vid=46957796


Bjos

Reginaldo Rossi ... turco - homenagem ao Rei do Brega

Confesso que fiquei triste ao saber da morte do nosso Rei do Brega. Atire a primeira pedra quem nunca cantou ao menos um refrãozinho do seu maior sucesso "Garçom".

Aliás dias atrás apresentei a música que foi febre nos karaokês de todo Brasil para um camarada turco (que me pediu para baixar a discografia completa do RR, virou fã na hora) e ele comentou da semelhança deste com o estilo "piegas" da "música com gilete" conhecida como arabesco (que já foi tema de post aqui no blog) .

Bem, seguem os vídeos e vocês podem fazer suas comparações.

E descanse em paz, Reginaldo Rossi.




terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Leitura da mao: nao, isso nao é QUİROMANCİA ! Novo sistema de identificaçao pra quem usa SGK na hora da consulta médica

Olá pessoal,

Ontem antes de entrar na minha sessao de fisio fui convidada a ir até a recepçao cadastrar "minhas maos" e meu número de identidade no sistema equivalente ao nosso İNSS no Brasil - o SGK.


No momento do cadastro você vai colocar sua mao aberta com a palma pra baixo pra que o leitor grave as linhas das suas maos (as duas), mas no momento da consulta você irá ser identificado apenas pela mao direita.

Motivo da criaçao do sistema ? Evitar fraudes, uma vez que o SGK cobre número limitado de sessoes em alguns tratamentos médicos, como no meu caso com minha fisio.


http://www.habergazete.com/haber-detay/1/38127/SGK-icin-son-gune-DiKKAT-Biyometrik-2013-11-26.html

sábado, 30 de novembro de 2013

O dia que Batman processou o Batman ...

Essa é no mínimo curiosa: em 2008, o prefeito da cidade de Batman, na Turquia, entrou com um processo contra a Warner Bros e o diretor Christopher Nolan pelo uso do nome Batman no filme Cavaleiro das Trevas. A cidade de 300 mil habitantes ganhou esse nome em 1957, e hoje é a sede do maior ponto de exploração de petróleo do país. Em seu processo, o prefeito Nejdet Atalay alegou que o filme se apropriava indevidamente do nome da cidade - apesar de o personagem ter surgido antes, em 1939.

Prédio da Prefeitura de Batman - Turquia

Ônibus Municipal de Batman

"Será que o Cavaleiro das Trevas passou por lá ?????"
 
Esse mapa tá comédia "da Turquia pra Batman". Sem comentários ...
 

Fonte: "Os 16 processos judiciais mais bizarros da história" - Revista Superinteressante http://super.abril.com.br/cotidiano/16-processos-judiciais-mais-bizarros-historia-682281.shtml?utm_source=redesabril_jovem&utm_medium=facebook&utm_campaign=redesabril_süper)

Notícia foi publicada pela Folha de Sao Paulo na época (http://www1.folha.uol.com.br/folha/ilustrada/ult90u464873.shtml)


Site da prefeitura da cidade de Batman: http://www.batman.bel.tr/

terça-feira, 26 de novembro de 2013

O coxudo Roberto Carlos no Beyaz Show

Roberto Carlos esbanjando simpatia e representando muito bem nosso povo aqui na Turquia.
Todo sucesso a ele, que atualmente é técnico do Sivasspor.
 
 
 

 
 
Para ver os demais videos va ao youtube e digite "Roberto Carlos Beyaz Show"

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Promulgado decreto entre Brasil e Turquia sobre IR

fonte: http://estadao.br.msn.com/economia/promulgado-decreto-entre-brasil-e-turquia-sobre-ir

A presidente Dilma Rousseff publicou no Diário Oficial da União (DOU) decreto que promulga acordo entre Brasil...
  •  

A presidente Dilma Rousseff publicou no Diário Oficial da União (DOU) decreto que promulga acordo entre Brasil e Turquia para evitar a dupla tributação relacionada a imposto de renda de pessoas físicas e jurídicas. O acordo, firmado entre os dois países em Foz do Iguaçu em dezembro de 2010, também visa prevenir a evasão fiscal referente ao tributo.
Segundo o texto, "são sujeitos à aprovação do Congresso Nacional atos que possam resultar em revisão do Acordo e ajustes complementares que acarretem encargos ou compromissos gravosos ao patrimônio nacional". Clique aqui e veja a íntegra do tratado.

Em Adana - enquanto casal de recém-casados tirava fotos o larapio aproveitou pra roubar o ouro do dote da noiva que estava no carro

... mas o vagabundo foi preso - quebrou o braço "quando caiu", creio que o olho roxo foi pelo mesmo motivo, se é que me entendem ...

segue o link pro video:


http://www.youtube.com/watch?v=9wejb3nDcDc

E nao é por nada nao mas roubo a ouro aumentou em Adana (ao menos é o que tenho visto no telejornal, vira e mexe tem uma joalheria sendo assaltada ...)

İzmir sob as águas

Hoje levei duas horas e cheguei super atrasada a fisioterapia (um trajeto que normalmente eu faria em 20 minutos).

Dureza foi a equipe de resgate ficar sob as águas e nao poder socorrer ninguem.







Segue resumo da notícia publicada em 25/11/2013 (meu teclado nao tem acentos, por favor nao digam que estou assassinando o Portugues):

"Hoje, a chuva torrencial que começou as 04h, se juntando a intensidade do primeiro dia da semana quase parou a vida de todo mundo. Principalmente depois das 7h a chuva se intensificou, afetando toda a cidade, muitos  que se dirigiam ao seu local de trabalho ficaram parados no trânsito. Estradas, avenidas e ruas ficaram alagadas, especialmente nas estradas para Ancara, Altınyol, Mustafa Kemal Sahil Bulvarı, em Yeşildere e na Talatpaşa Bulvarı o transito ficou completamente parado. O transito fluiu com muita dificuldade, e o fluxo que passava pela Yeşildere foi desviado para a Halide Edip Adıvar Caddesi, o transito que passava na via sob a ponte Tepecik e na Rua dos Martires foram interrompidos.

O terminal de trens de Basmane (nao sao trens municipais, trens que viajam para outras cidades) ficou alagado. E quem ligou para a central do Corpo de Bombeiros no 110 ontem nao conseguiu falar com ninguem devido a falhas de energia, internet, telefone. Fora que o rio Meles encheu e deixo o Corpo de Bombeiros sob as águas "






Fonte: http://www.ensonhaber.com/izmiri-sel-basti-2013-11-25.html

O blog voltou ...

... com o objetivo de entreter quem gosta de ler sobre a vida de quem mora fora do Brasil, pros meus amigos que acompanham minhas "aventuras" em terras distantes.

Pra esses o blog voltou.


İnfelizmente devido ao abuso de alguns sobre a minha boa vontade decidi reativar o blog mas sem manter contato com os blogueiros. İnfelizmente esse mundo tá cheio de gente de tudo quanto é tipo e, como eu tenho um nome e familia a zelar tive que optar por manter o nosso blog assim.

Um beijo da Luci

terça-feira, 30 de abril de 2013

O Cristiano Ronaldo de Adana e o Messi de Konya ...

Seguem os originais e as "cópias":



Segue video do encontro do original e do clone do Cristiano Ronaldo: http://www.gazetea24.com/video/cristiano-ronaldo-adanali-benzeriyle-tanisti_5201.html

Segue reportagem e galeria de fotos: http://www.gazetea24.com/haber/-simdi-de-konyali-messi-adanali-ronaldodan-sonra-konyali-messi_23421461.html

Vaca "Amarela" solta na pista - em Muğla

Estou aqui assistindo aos noticiários do sensacionalista "Çalar Saat" na FOX (canal 26 se você tem Digitürk) e uma notícia boba me chamou a atençao: a vaca de nome Amarela (Sarıkız , algo como "menina amarela") que escapou pra pista e causou pânico em quem conduzia o carro no local.

O veterinário foi acionado e, com disparos de tranquilizante conseguiu por o animal pra dormir.

Tá, e eu com isso Luci ? Entao, vaca amarela cagou na panela ... (oras, se eu contar pro meu marido ele nao vai entender !)

Muğla Zabıtası’ndan ‘Sarıkız’ operasyonu

Muğla’da ipini kopararak kaçan bir inek, karayolunda sürücülere korku dolu anlar yaşattı
2013-04-29 10:36
29 Nisan 2013 Pazartesi, 10:36

Muğla Zabıtasından Sarıkız operasyonu
 
MUĞLA (CİHAN)- Muğla'da ipini kopararak kaçan bir inek, karayolunda sürücülere korku dolu anlar yaşattı. Muğla-Marmaris karayolunda trafik polisleri ve zabıta ekiplerince bir saat süren kovalamaca sonunda kızgın inek, veterinerler tarafından silahla atılan bayıltıcı iğneyle yakalandı.

Kötekli Mahallesi'nde oturan bir vatandaşın yeni aldığı öğrenilen "Sarıkız" isimli ineği, ipini koparak karayoluna çıktı. Arabaların klakson ve selektörlerine sinirlenen inek, orta refüjde yürümeye başladı. İneğin trafikte tehlike oluşturması üzerine sürücüler, polis ve zabıta ekiplerine Haber verdi. Olay yerine gelen ekipleri, ineği ormanlık alana çekmek için uzun süre mücadele etti. Zaman zaman karayoluna inerek sürücüleri korkutan Sarıkız'a, veterinerler tarafından üç bayıltıcı iğne atıldı. Buna rağmen yarım saat yürümeye devam eden inek, sonunda pes ederek ormanlık alana sığındı. CİHAN


Cihan
Fonte: http://www.stargundem.com/ajanslar/mugla-zabitasindan-sarikiz-operasyonu-289256.html

Segue o video: http://www.milliyet.tv/video-izle/Sarikiz-operasyonu-1EnK6V9rNV7I.html
 

sábado, 27 de abril de 2013

Bizarra competiçao em Antalya - Turquia: quem come mais pimenta !

Eu prefiro nem tecer comentários sobre o tema, devido aos meus problemas alérgicos com a maledita que todo mundo (até o Atatürk) já têm conhecimento.

Mas quando meu marido me mostrou essa reportagem na TV eu nao me aguentei de rir ! Comer pimenta????????????????????

Pois é, em Antalya no distrito de Kulumca no "Festival de Agricultura e Estufa" foi organizada a competiçao que laureou o vencedor, o sr. Husseyin Akşit com uma moeda de ouro do tipo "Cumhuriyet" (valor da moeda: 635,48 TL, equivalente a R$ 707,61 valores de 27/04/2013). Ele consumiu em 10 minutos 580 gramas (isso mesmo, pouco mais de meio kilo !!!) de pimenta.

Só peso pesado na competiçao.
 
Só me pergunto sobre os indices de hemorróida de quem leva esse estilo de vida, porque nao é qualquer um que participa duma competiçao dessas, imagino que o treino seja diário ! De acordo com a reportagem muita gente saiu de lá com os lábios queimados. Prefiro nem pensar no resto ...
 
Segue o link (em turco) da reportagem, joga no Google Tradutor e boa leitura: http://www.haberturk.com/yasam/haber/839342-bunun-adi-cilginlik
 
 
 
Beijos
 
Luci
 
 
 

sábado, 6 de abril de 2013

Era uma vez um ladrao, que só queria pagar a divida que contraiu de um certo banco ...

E essa é a historia do mano que roubou o banco onde tinha divida para, dias depois, com o dinheiro roubado pagar essa divida no mesmo banco que roubou ...

Link: http://www.hurriyet.com.tr/ekonomi/22976569.asp (em turco, joga no tradutor e boa leitura :))

Bankadan çaldığı parayla aynı bankaya borcunu ödedi

(Com o dinheiro que roubou do banco no mesmo banco pagou sua dívida)

Resumo: o fato ocorreu em DİYARBAKIR em 13 de março, Bülent Çoha, 34 anos, casado e pai de duas crianças armado roubou 19 mil liras e foi preso.



 

terça-feira, 26 de março de 2013

Momento ufanista: Andrea Bocelli

E desde quando o Andrea Bocelli é brasileiro ?


Bem, nossa história começou numa tarde cinzenta em Sao Paulo, no Parque da İndependência , onde tive a sorte de vê-lo (de graça) e no meio de 1 milhao de pessoas. Na época eu ja tinha sofrido aquele tombo que me destruiu os joelhos e nem tinha começado as sessoes de fisioterapia.

 
Hoje fui ao cinema para assistí-lo (sim, ao cinema!). Nao sei se ae pelas bandas do Brasil eles lançaram o filme promovendo o álbum "Passione"(além de entrevista na bela casa do Andrea Bocelli com a esposa e filhinha).
 
 
 
Estavámos eu, meu marido e minha concunhada mas, quando ele chamou a Sandy (sim, a da antiga dupla "Sandy & Junior) e começou a cantar "Corcovado" eu me segurei pra nao virar pra estranha sentada ao meu lado "isso é português" ... "eu sou brasileira também".
 
Hoje a noite, os demais que me desculpem, mas aquela música o Andrea tocou só pra mim (dúvido que tinha outro brasileiro naquela sala de cinema ...) 
 
 
Só quem está longe de casa sabe a importância deste momento .... Um beijo pra vocês !

segunda-feira, 25 de março de 2013

Bem-vindo ao mundo novo, meu caro estrangeiro.

Olá pessoal,

Depois de passar por tantas coisas e ter amadurecido - e ainda estar amadurecendo - tenho refletido no que me manteve firme e forte até o presente momento.

Fé. Sim, fé em Deus mas nao uma fé vazia de quem cruza os braços e fica esperando as soluçoes caírem do céu. Fé com labor, muito suor e sangue. E os resultados vieram e ainda estao vindo.

Ser estrangeiro nao é facil e há vários estudos que falam sobre o assunto, sobre a dinâmica que rege o psicológico de todo expatriado (num outro post vou discorrer sobre o pouco que aprendi destas pesquisas que tenho feito pra entender minha própria atençao). Aliás também estou bolando um post sobre a "sindrome de ser estrangeiro", com relatos de amigos estrangeiros de diversas partes - alguns engraçados outros nem tanto.

Nas minhas buscas pela internet encontrei este vídeo motivacional com trechos do filme "Gladiador", e me identifiquei com ele.

 
Um beijo pra vocês !

sábado, 9 de março de 2013

Altın Günü - o Dia do Ouro

Olá pessoal,

Neste post eu vou contar um pouquinho sobre o Altın Günü - o dia do ouro.

 
 
No que consiste ?
 
Um grupo (geralmente de mulheres, de todas as idades) que se encontram periodicamente (de 3 em 3 semanas ou a cada 45 dias) para almoçar num restaurante um tomar um chá da tarde e, ao final do encontro uma das pessoas do grupo recebe um valor pré-estabelecido das demais (antigamente o ouro era mais usado nestes encontros, hoje é pago em moeda local mesmo). De acordo com o que minha sogra me relatou:
 
- essa tradiçao começou na década de 80 (nao encontrei fontes na internet);
- quando ela era mais jovem, os encontros eram realizados em casa com dança e bebida (licor, whisky, o que o anfitriao oferecesse). Aliás, o anfitriao é encarregado de providenciar "os comes" além dos "bebes". O anfitriao é sempre o contemplado da vez.

 
 - Há os encontros a noite, daí sao organizados jantares e homens também participam. Os anfitrioes preparam os pratos quentes e os demais trazem pratos frios. A contribuiçao neste caso é por casal, e nao por pessoa, em Cühümriyet antını (veja a figura abaixo) e os valores variam muito de 140,00 TL a 1.800 TL (pesquisei em alguns sites).
 




Preços de cada tipo de moeda de ouro: http://www.altinsepeti.com/?g=cumhuriyet-altini-nekadar (para achar outras fontes digite "Cümhüriyet altını" no google.

- Altın Günü sem fofoca nao é Altın Günü;

- No verao (época de férias) os encontros sao suspensos, e na sua retomada os inadimplentes simplesmente deixam de ser convidados (sim, tem os que aparecem de maos vazias ou por outros motivos deixam de ir ao encontro e nao mandam o dinheiro posteriormente).

De acordo com a Matemática Financeira faz mais sentido aplicar essa importância no banco ao invés de fazer a alegria temporária de outrem aguardando a própria contemplaçao. Mas o objetivo do Altın Günü nao é enricar ninguém e sim proporciornar um atrativo intere$$ante nos encontros com os amigos queridos :-)

Dia da Mulher - em İzmir e o Dia do Homem, cadê ?

Olá pessoal,

Na data de ontem - assim como no Brasil - as mulheres se parabenizaram umas as outras, celebrando o nosso dia. Compramos um buquê lindo de flores para presentear nossa professora e o que mais me tocou foi um aluno turista (desses que aparecem de vez em quando pra assinar a lista de presença), jovem de 17 anos do Turcomenistao, desencanado de tudo. Eis que a figura chega atrasadíssima na aula, mas com um buquê tao bonito quanto o que demos da vaquinha que fizemos. Ele, por nao vir as aulas nao ficou sabendo do combinado mas mesmo assim nao deixou a data passar em branco.

Espero que esse espírito se preserve quando a barba lhe cobrir a face, ao contrário de muitos homens que ficaram resmungando ontem " e cadê o dia do homem"?

Pois é meus queridos, se vocês quiserem dia do homem vocês que vao para ...


... a Rússia! Eu nao sabia disso, mas minhas amigas russas do curso me puseram a par da novidade (novidade só pra mim, né santa?).

Achei essa info no Google que nao me deixa mentir:

O Google Rússia está celebrando hoje o Dia do Homem com um Doodle especial.
 “No dia 23 de fevereiro os russos comemoram o Dia do Homem, exatamente igual ao Dia da Mulher. Antes a data comemorava o Dia do Exercito Vermelho, mas depois que esses tempos acabaram por lá, o governo instituiu que seria festejado o Dia do Homem” >> por Mercia no blog Destino: 63ºN 10ºE. Fonte: http://googlediscovery.com/2009/02/23/doodle-dia-do-homem-na-russia/Leia mais em: http://googlediscovery.com/2009/02/23/doodle-dia-do-homem-na-russia/
 
 
E elas me contaram que, pela data vir antes do Dia da Mulher elas capricham nos presentes dos partners, pai, enfim do homem que tem significado na vida delas esperando um presente de valor equivalente no dia delas. Espertas essas russas ...


 
Ontem eu fiz a janta aqui em casa, com o prato favorito do meu marido e enfeitei a mesa. Apesar do dia ter sido da mulher celebramos também o homem que há aqui em casa e que - Graças a Deus - me dá liberdade pra ser quem eu sou, me treina pra que eu reconquiste tudo o que eu tinha enquanto eu vivia em Sao Paulo. Gozo de liberdade de ir e vir como antes :-)
 
 

Segue nota num jornal turco contando sobre a historia da data:http://haber.sol.org.tr/soldakiler/8-mart-mucadele-eden-kadinin-gunu-haberi-52443


Meu Feliz Dia das Mulheres pra todas nós!

Luci

segunda-feira, 4 de março de 2013

A origem do repente nordestino - por Mustafa Köşlü

Selam genti,
 
Aki é o Mustafa novamenti com um nova teoria: a origem do repente nordestino.
 
Aki na Turquia tem o aşık atışması, onde dois kantores com instrumentus cantando falam sobre um assunto, tudo improvisado sem dekorar antis. Meu esposa falou do "repente nordestino" e isso só confirma a minha teoria sobre a chegada dos turcos a Canoa Quebrada (http://lucinaturquia.blogspot.com/2012/10/a-origem-de-canoa-quebrada-ceara-brasil.html) certamente os turcos tambein levaran o musika ao nordeste que depois de mudar muito ficou conhecido como "repente".
 
Seguem os 2 videos para comparar os stilus.
 
 
 
 
 


Selam

Mustafa Köşlü

sábado, 2 de março de 2013

Compartilhando experiencias - pagando a conta no restaurante

Olá pessoal,

Gostaria de compartilhar um ocorrido com vocês queridos leitores, sei que nao sou nem a primeira e nem a última a passar por isso mas pra quem pensa em se mudar pra Turquia - ou pra outro país, ou seja, pra quem vai se mudar pra terras estrangeiras - fica aqui o toque.

Ontem fui a um Kahve Diyarı com uma colega de classe inglesa e na hora de usar o cartao pra pagar a conta:

1 - a garçonete passou meu cartao mas a operaçao nao foi concluida. Sem me falar nada foi com meu cartao e maquina ate o caixa e outro garçom veio e me falou que nao foi efetuada a operaçao. Quis passar meu cartao novamente mas dae eu pedi o "comprovante da operaçao nao efetivada". Ele me deu, apenas porque pedi.

2 - Passou o cartao em outra maquina e, novamente sem me falar nada vai ate o caixa e se detem la falando com outros funcionarios - sobre a maquina. Levantei e fui la ver o que se passava

3 - Eis que me vem o gerente (nisso o garçom me devolve o cartao) e me pergunta "o cartao é seu?" "sim" respondi. "Entao me da que eu preciso passar de novo".

Assim tá. Com "otoridade"! "Entao me dá ..." Perguntei o que aconteceu e ele disse que a maquina estava sem papel. Pedi o comprovante de operaçao nao realizada e ele com aspereza me falou "to falando que o papel acabou".
- Tá, e como vou saber se nao foi descontado da minha conta ?
- Como ? - perguntou ainda bravo.
İnflei o peito e repeti quase soletrando:
- E co-mo eu vou sa-ber se ja nao foi de-bi-ta-do da minha conta ?
- É ... a senhora tem razao. A senhora trabalha aqui perto ?
- Estudo aqui perto ..
Eu ia sugerir de verificar minha conta e caso constatasse que nao foi cobrado eu aparecia la na segunda e pagava, oras bolas. E ele que confiasse em mim ja que nao sabe usar a maquina e tava tentando visivelmente me fazer de boba.
Nisso a outra funcionaria pos o papel e imprimiu o comprovante - o previsivel, uma vez que fica na memória da maquina. Mas explicar isso pra eles seria perda de tempo.
Por que ?

Porque obviamente eles sabem disso. Garanto que o papel da maquininha do ViSA acabou com outros clientes e o que eles fizeram, passaram o cartao de debito novamente ? Lógico que nao.

Meu conselho: aprendam turco o maximo que puderem e pra ontem. E nao aceitem te fazerem de pateta nunca. Eu naquele momento ja estava com o celular na mao e se necessario, primeiro eu ia ligar pra policia e depois, pro marido.

Exagero ? Bem seguem alguns dos causos que eu ouvi pelas bandas de cá:

- em İstambul um turista coreano que estava num café com amigos foi extorquido em 4.000 TL (isso mesmo !). O dono do restaurante mandou duas garotas de programa pra mesa do rapaz e ele nao quis os serviços das moças e dae na hora da conta ... surpresa ! Forçaram o cara a pagar com cartao de crédito e ele, munido das provas foi dar queixa na delegacia. Burrice ? Total. Provavelmente contaram com o fato do rapaz ser turista e ficar amendrontado, fora o fato da barreira do idioma ...

- aqui em İzmir uma turista italiana foi tomar uma breja em Pasaport e quando pediu a conta o garçom informou o valor de 100 Euros. Ela reclamou e o garçom disse que era brincadeira e informou 10 Euros (mesmo assim super faturado !).

- um camarada nigeriano foi comprar um tênis e cobraram muito mais do que o valor real. Ele, sem saber e sem noçao de valores das coisas daqui pagou. Após ser alertado por um amigo, voltou a mesma loja e trocou uma idéia com o vendedor, dizendo "mano eu moro aqui tu precisa mesmo fazer isso?". O rapaz lhe devolveu a diferença e no fim acabaram virando amigos.

E isso acontece somente aqui ? Nao, lógico que nao. Eu tambem quando viajei pra Salvador (BA) vi o preço da água de coco flutuar quando eu perguntava "meu, você tem água de coco?" ou "meu rei, agua de coco ta quanto?".

Um beijo pra vocês ! (e perguntem os preços das coisas antes de consumí-las ...)

sábado, 23 de fevereiro de 2013

E essa do cachorro que, depois de morto passou a falar ?

Olá pessoal !


Postaram essa no facebook e eu tive que mostrar pro marido porque achei que estava entendendo tudo errado, de tao fantastico que pareceu o relato.

Até agora ele vira e mexe lembra do "causo" e volta a chorar de rir.

Situaçao: veículo atropelou um cachorro de porte considerável e na hora de preencher o relatório pra seguradora colocou o relato do cachorro que, depois de morto, passou a falar ...

 
No relatório incluí a raça declarada pelo cachorro "cao de pastoreio", onde o canino declara "por eu estar passando distraidamente no caminho do meu vilarejo de um lado para o outro e sem prestar atençao o carro me atropelou. Eu sou o culpado."
 
O fato ocorreu em Agrı (lembram do monte Ararat onde a Arca de Noé encalhou? Entao, por lá...)
 
 

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

Piada com Duplo Sentido

"şanşsız bedeviyi çölde kutup ayısı si****" ou "şanşsız deve çölde kutup ayısı si****"

Algo do tipo "beduíno (ou camelo) azarado até urso polar aparece no deserto pra comê-lo" (entenda-se por comer como "fod****").

Dias atrás um camarada turco postou uma charge sobre essa piada e eu caí na risada. E pesquisando no google achei várias, mas selecionei as menos "pesadas" pra dividir com vocês:

                            "- É o beduíno azarado ou o camelo azarado que o urso vem comer no deserto ?
                              - Por que você tá perguntando ?"

                                       "- Você ainda ta pensando que é azarado ?
                                         - Naaao ...
 

domingo, 20 de janeiro de 2013

Momento de fé - javali na chuva

Juro por Deus que nunca mais faço uma loucura dessas ... İsso foi na sexta-feira última, na boca da noite.

Decidi voltar do curso sozinha, e como vocês sabem aqui na floresta nao tem ponto de ônibus. O mais próximo fica a 2 km do portao de casa ...

O problema nao sao os dois quilometros em si, mas os tipos que você pode encontrar no caminho: cobras e principalmente javalis.

Se você topar com um filhote de javali, nao tente fazer o projeto de leitao refém caso você também tope com a mae da criatura ...


Sob chuva com muita ventania,  e o medo de topar com um javali qualquer (o que de fato acabou acontecendo ...) mae e filho, meu sonho de feijoada materializado em monstro diante dos meus olhos. O crepúsculo encerrando cada canto na escuridao, o vento que soprava sem misericórida, completando esse quadro digno de filme de terror.

E eis que orei um versículo do Salmo 23, enquanto fazia barulho raspando o galho que me serviu de cajado que achara minutos atrás:

O Senhor é o meu pastor; de nada terei falta.
Em verdes pastagens me faz repousar e me conduz a águas tranqüilas;
restaura-me o vigor. Guia-me nas veredas da justiça por amor do seu nome.
Mesmo quando eu andar por um vale de trevas e morte, não temerei perigo algum, pois tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me protegem.

Mae e filho, talvez por nao distinguirem o que se aproximava - a meia-luz, sob chuva e o barulho do cajado raspando no chao, alem da provável miopia que esses bichos possuem - correram barranco abaixo, em direçao ao riacho.

Respirei aliviada e segui minha jornada, a largos passos, sem olhar para trás. Foram poucos minutos até chegar sa e salva no lar quentinho que me esperava cravado nas montanhas ...













terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Momento One Minute ... Kahve Dıyarı Konak

Olá pessoal,

O momento "one minute" (em homenagem ao primeiro ministro turco, procure no youtube quando tiver tempo ...) é aquele momento em que eu me seguro pra nao responder o que me veio a cabeça.

No momento One Minute de hoje a situaçao relatada se passou ontem com minha amiga argentina. Entramos, saudamos o garçom que abriu a porta pra gente, fizemos o pedido ... tudo em turco.

E ficamos batendo papo em inglês, num tom normal sem chamar a atençao dos demais. Na hora de pagar a conta fomos até o caixa - uma vez que os garçons haviam sumido - e saquei o cartao do banco.

A moça do caixa passou numa máquina mas, pela cara que fez nao funcionou. Nesse instante vem um rapaz, trajado como um cliente (creio eu que era o gerente) e falando bem alto em inglês (bem pra se "amostrar" como diz o bom baiano) me faz uma série de perguntas:

- É a primeira vez que a senhora usa esse cartao ?
- Este cartao é de um banco turco ?

Mano! Se o cara olhasse ao menos pro cartao que estava segurando, ele já respondia a segunda pergunta logo de cara. Mas, por achar que estava diante de turistas (alguém tem outra explicaçao ?) ele se saltou nessa supereficiência descabida.

- İş Bankası bir Türk bankası, değil mi ? (O İş Bankası é um banco turco, nao é?) nao pude segurar o tom irônico.
- Ué, mas a senhora fala turco ?
- Sim, lógico que falo, eu moro aqui. - respondi.
- Entao por que vocês estao falando em inglês ?

O momento One Minute começa agora ...

Meu, em momento algum eu falei em inglês com nenhum dos funcionarios la, alias com aquele ser eu sequer palavra alguma havia trocado ... Me segurei pra nao falar um "nao te interessa", mas voltei pra casa pensando se o erro foi meu por estar falando em inglês com minha amiga argentina.
Mas também nao é da conta daquele desconhecido em que lingua eu falo com os meus amigos, certo ?
E a culpa é dele por essa pergunta descabida ?

Hoje de manha uma lembrança me veio a cabeça: quando o Mustafa foi ao Brasil, entramos numa loja do Boticario e eu estava explicando em inglês sobre os produtos, perfumes, etc. Ele foi para o outro lado experimentar alguns dos perfumes quando eu senti alguém cutucando o meu braço.

Olhei. Eram duas senhoras apontando para um perfume e fazendo um exagerado sinal de "joinha" com um sorriso escancarado.

Daí me toquei do porque da comunicaçao Tarzan.

- Se a senhora quiser podemos falar em português ... - respondi.
- Ah, você fala português ?? - perguntou surpresa.
- Lógico, eu sou brasileira.
- Ah, achei que fosse estrangeira ... - respondeu com voz murcha e virou as costas, perdendo totalmente interesse em mim ...

Moral da história: nao vou dizer que "por ser estrangeira" na Turquia que essas coisas somente acontecem comigo aqui. Nao ! Globalizaçao é um fenômeno recente, e nem todos sabem lidar com isso naturalmente, muitos ainda se deslumbram quando se deparam com um estrangeiro e falar a lingua da globalizaçao (hoje o inglês, mas no passado tivemos o francês e o koyne na Grécia Antiga) confere status. Mesmo num lugar turístico pra cacete como Konak em İzmir ...

O estrangeiro é tao gente quanto você eu ou qualquer outro, tem mais ou menos os mesmos medos e necessidades que qualquer ser humano. Acredite: estrangeiro come e faz cocô do mesmo jeito ...

Dizer que vivemos num mundo sem fronteiras é mais do que um clichê: é realidade.

domingo, 13 de janeiro de 2013

Lealdade

Como os leitores sabem ainda estou passando pelo calvario da recuperaçao de uma série de problemas digestivos por conta da pimenta + azeite de oliva da culinária turca. Vou incluir mudanças climáticas e stress da adaptaçao como causadores disso também.

E os medicamentos sao fortes e dao uma série de efeitos colaterais, bom ao menos o bando de barnabé que me rodeia finalmente entendeu que o meu problema nao está relacionado a "nao gostar" e sim "a ter intolerância alimentar".

Um dos medicamentos estava me causando insônia (este eu já terminei semana passada). Todos os dias, as 4h30 da manha eu tava de pé, e na falta do que fazer acabava assistindo a novela pela internet.

Meu marido passou a levantar todos os dias pra me fazer companhia, mesmo caindo de sono. Tentava me levantar sem ele perceber, mas nao teve jeito. Ficava ao meu lado até o meu sono vir novamente.


Parceiro é parceiro.

Tratado sobre cara-de-pau, MUNDO

Olá pessoal,

Nao sei se vocês lembram do post sobre "cara-de-pau" (http://lucinaturquia.blogspot.com/2012/02/trofeu-cara-de-pau.html) onde copiei e colei o e-mail de uma pessoa que trabalhou comigo num cargo de chefia, sempre me ignorando (ignorando até mesmo meus "bom dia") e que decidiu enviar esse e-mail somente porque eu estou morando fora do país.

Sim, isso é fato. Antes de me mudar pra cá eu havia saído de Sao Paulo e morado 8 meses numa cidade a 35km de lá e ninguém, absolutamente ninguém desse bando de "conhecidos":

- me enviou email pra saber como eu estava,
- me perguntou quando poderia me fazer uma visitinha.

Por um momento eu achei que esse traço de cara-de-pau fosse algo que somente ocorresse em nossa sociedade, onde alguns (bom frizar aqui que nem todos, viu pessoal ?) ainda têm aquele deslumbramento sobre morar no exterior.

Objetivo ? Economizar com custos com hotelaria e operadora de tour uma vez que você, como boa amiga de infância que somente é na cabeça do "cara-de-pau"que apenas era teu conhecido, irá certamente oferecer sua casa e seu tempo (além dos dotes para traduçao adquiridos em seu novo lar) a aquele que, enquanto estava ao seu lado em seu país nunca te deu tanta bola assim, mas uma vez que você mudou seu endereço pra milhas e milhas do original passou a ser uma pessoa interessante.

Falando claramente: na sexta-feira eu estava trocando idéia com uma amiga russa que me narrou um caso curioso e que me pareceu filme reprisado. Eu ri muito, mas muito porque me pareceu alguns dos meus próprios relatos e de outras amigas brasileiras que para cá se mudaram.

Segue o relato dela:

"Sou de Moscou e tenho primas que moram em Saint Petesburgo, as duas cidades ficam a 7 horas de trem uma da outra. Apesar de serem meus parentes nunca fomos próximas, no máximo uma escreve pra outra em datas especiais como aniversário, Natal, Ano-Novo ... mas tudo por e-mail e agora pelo facebook. Nunca me deram um telefonema e eu tao pouco.
Até o dia em que mudei pra cá! Mudei meu endereço no facebook, coloquei "İzmir" e postei algumas fotos do meu entao noivo. Elas, assim que viram isso, elas que nunca fizeram uma ligaçao interurbana imediatamente me ligaram de Saint Petesburgo, uma ligaçao que é muito, mas muito mais cara!
Falaram que estavam morrendo de preocupaçao comigo, para eu ter cuidado e tal. Oras, enquanto eu morava em Moscou ninguém nunca se preocupou comigo se algo poderia me acontecer etc ... só por que eu saí do país passei a ter importância ???"

Também falou dos posts daqueles que eram apenas conhecidos mas que de repente adquiriram status de amigos de infância. Recebeu muito post do tipo:

"Nossa te admiro demais. Você é uma pessoa guerreira."
"Saudades."
"Quando podemos te visitar?"
"Quando vai providenciar o bebê?"

Pra alguns ela chegou a responder claramente: "enquanto eu morava em Moscou, você morando num bairro vizinho nunca se preocupou em ir na minha casa, por que agora que eu estou longe você quer vir ?"

Os russos têm um jeito direto de abordagem que sinceramente eu acho ótimo. Odeio gente duas caras, eles vao lá e falam na lata.

Eu ri muito porque percebi que os caras-de-pau russos sao tao cara-de-pau quanto os brasileiros. Daí nosso camarada norueguês chega e eu conto o relatado acima e pergunto pra ele:
- E seus conhecidos, também passaram a ser seus "amigos de infância"?
- Nao, nao tive isso nao. Mas eu acho que isso é mais coisa que acontece entre mulheres ...

Eu e minha amiga nos entreolhamos. Fazia sentido. Chega o camarada americano e fazemos a mesma pergunta:
- Well, normalmente meus amigos perguntam quando eu vou voltar pros Estados Unidos, nao o contrário.

Agora tem um ponto: perguntei pra dois estrangeiros homens oriundos de países de 1o mundo, entao ainda nao posso afirmar que meu amigo norueguês tenha razao. O norueguês veio morar temporariamente, o americano namora uma turca entao ainda nao posso dizer que eles têm residência fixa.

Taí mais um tema pra minha próxima pesquisa, tentando entender certas dinâmicas que regem as relaçoes humanas. E por falar nisso, aproveito pra deixar a dica de leitura "Amor Liquido", de Zygmunt Bauman.


Nota: lembrando que o termo "cara-de-pau" vale pra aquela pessoa que nem era tao teu chegado assim, mas que de repende se descobriu seu super-amigo só porque você casou com gringo e mudou de país ...


Beijos pra vocês !

Luci

sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

O machismo turco e outros diversos problemas

Situaçao 1 : marido recebendo resultados dos meus exames médicos por e-mail.

Recentemente fiz diversos exames (sim, relativos ao meu problema com a comida turca e suas diversas pimentas e o azeite de oliva) e eis que meu maridinho me mostra o Galaxy dele com o e-mail aberto.

- Esses exames aqui sao os que você já pegou ou sao outros ?
- Mas e por que você está recebendo isso ????

E ele já se saltou falando "oras, sou seu marido. Entre marido e mulher nao devem haver segredos, eu tenho que saber o seu estado de saúde etc." Lembram do post onde relatei a briga que tivemos quando ele abriu uma carta endereçada a mim ?

Entao ... várias luas se passaram desde aquele episódio, cuja desculpa para o ato foi o fato deu "nao ser apta a entender o conteúdo da carta."

E agora ?

Desta vez eu nao briguei. Nao, isso nao significa que eu virei uma mulher submissa.

Desta vez eu usei todo o meu poder de argumentaçao:

- Ah sim, uma vez que nao devem haver segredos entre marido e mulher, entao eu também receberei seus laudos médicos por e-mail, certo ?

Meu marido ficou mudo e calado. Eu continuei em tom de brincadeira, pulando nele e rindo:
- Ou você acha que é meu dono e tá usando isso de desculpa ? E por que eu nao recebi meu laudo por email ? Qual é a desculpa agora, que nao sei ler em turco ????
Ele ria também e disse:
- Nao é bem isso ...
- Ah, entao você se acha melhor do que eu ?
- Nao! Nao ! De modo algum ...
- Entao você pode por o meu email pra receber seus laudos, senao eu mesma farei isso ...
- Tá certa, tá certa.

Lembrei de um conto de Malba Tahan, onde o jovem entendeu o sistema e usou o sistema contra ele próprio pra se vingar. No meu caso - além de me dedicar a aprender turco - tenho observado como o sistema se desenrola, as relaçoes sociais daqui e procurando me proteger como posso.

Situaçao 2 - pesquisando preço de fisioterapeuta pra uma amiga americana

No mesmo hospital onde fiz meus exames fui com uma amiga verificar os preços das sessoes de fisio. Recomendei o hospital por saber que eles disponibilizam tradutores para pacientes estrangeiros.
A atendente estava tentando convencê-la a ter uma nova consulta com o especialista e fazer novamente o exame de ressonância, alengando que o mesmo era antigo. Minha amiga contestou mas ela continuou insistindo.
Eu nao me aguentei e virei em turco pra ela: qual a necessidade dela passar novamente por consulta médica ? Os médicos deste hospital nao confiam nos médicos do Şifa ? E outra: como uma ressonância de duas semanas atrás pode ser "antigo" ?
- A senhora tem razao, vamos falar com o médico para ver se ele aceita os exames.

E aceitou. Mesmo quando você encontra alguém falando inglês ainda assim está sujeito a nego querer tirar vantagem. E neste caso a vantagem era de mais de 100 paus.
A questao neste caso nao é nem o idioma. É argumentar baseada em fatos lógicos e óbvios.

Situaçao 3 - o garçom chato empurrando cha, café e pimenta em compota (ta loko meu ?)

Fui a um restaurante com uma amiga russa - nunca tinhamos entrado lá. Ela comeu a saladinha dela e eu , como ainda estava cheia do spaghetii do almoço somente pedi um ayran. Eu nem tinha terminado meu ayran o garçom já veio oferecer chá.
- Nao obrigada.
- Café ?
- Nao obrigada.
- Por queeeeeeeeeeee ???

Mano, eu me segurei mas fui educada. Tentei um argumento que encerrasse logo o papo.
- O médico proibiu.
- Mas por queeeeee ? O que é que você tem?

Mano eu mereço... garçom mais abusado, intrometido. Eu somente queria encerrar.
Vi umas compotas que de longe pareceram doce de abóbora. Só no meu sonho que ia ter isso aqui em İzmir ...
Pronto dae veio outro chato pra querer empurrar os produtos, que na verdade eram pimentoes em molho de tomate!
- Nao, nao de jeito nenhum! Sou alérgica, o médico proibiu.

Quando voltei pra minha mesa pra terminar o meu ayran o garçom chato vem com uma compota e diz que ia me dar uma com garantia de que nao iria me fazer mal. Perguntei se poderia mandar a conta do hospital pra ele também.

Bem ... da última vez que me "deram" uma coisa a coisa custou 40 paus ...

- Quanto ?
- 10 liras.
- Mas eu nao posso, o médico me proibiu.
- Por queeeeee? Qual o seu problema ?????
- Ulcera. - respondi esperançosa de que ele me deixasse em paz.
- Mas eu também tenho úlcera ! E nossa essa compota me ajuda muito e tal e bla bla bla ...

Eu mereço ! Ele definitivamente achou que eu era idiota. Minha amiga russa nao escondeu o risinho no canto da boca.

- Olha, entao eu vou ligar pro meu marido pra saber se ELE quer, por que eu nao vou comer ...

Enquanto eu ligava pro Mustafa ele se afastava, e depois da ligaçao ele mesmo quem disse:
- Você nao quer, é isso ?
- İsso.

E pegou o pote, levando-o novamente pra prateleira.

Mesmo que meu marido nao tivesse atendido, eu ia falar com o tu tu tu tu de qualquer maneira. Quando você fala em "marido" o povo muda.

Agora sim o conto "a ciência da vida" de Malba Tahan. Boa leitura !

A ciência da vida - Malba Tahan



Por Malba Tahan

Naquele ano um acontecimento inesquecível perturbou a secular tranqüilidade da pequena vila de Anadir.

Assinalemos o caso. O jovem e talentoso Namedin, filho do xeque Omar Iruã, depois de longa ausência, regressava ao seu torrão natal, trazendo o diploma que lhe fora conferido pela famosa Universidade de Bagdá.
E o inteligente Namedin não perdera tempo na capital: segundo o dizer das pessoas cultas, era o nosso herói motivo de orgulho para a sua terra, e de glória para a sua família. Aprendera, durante seis anos, com sábios muçulmanos, a ciência imensa que vem nos livros. Estudara, além do mais, a Filosofia, a Matemática cheia de fórmulas, a Lógica com seus belos princípios, a Retórica, a Astronomia e vários outros ramos fecundos do conhecimento humano.
O rico xeque Omar Iruã, figura de relevo na cidade, proclamava com paternal vaidade aos amigos:
- Meu filho, senhores, pela cultura incomparável que possui, é capaz de discutir trinta dias com os ulemás do Egito e da Palestina!
Ulemá - como todos sabem - é sinônimo de homem que se destaca pelo saber e pelo estudo. E pouco faltava para que Namedin, apesar de sua juventude, fosse consagrado pelos seus concidadãos com o honroso título de "ulemá".
E em Anadir, afinal, desde a mesquita até o hamã (1) não se comentava outra coisa. As lendas mais espantosas brotavam no meio das rodas que palestravam. Dizia um que Namedin conhecia os cento e trinta mil segredos do Alcorão; garantia outro que o jovem sabia de cor todas as páginas de Ibn Batuta, o sociólogo; afirmava um terceiro que o mancebo resolvia equações e fazia cálculos com letras. E não havia, é certo, muito exagero nessas indicações. O recém-formado era douto entre os mais doutos.
Ao cair da tarde, em meio dos festejos, o xeque Omar Iruã chamou o jovem bacharel e disse-lhe:
- A tua fama, meu filho, deslumbra e assombra a nossa pequenina terra. É preciso porém que, em prova pública, possas justificar o alto conceito em que és tido pelos nossos conterrâneos.
- Que devo fazer, meu pai? - perguntou o rapaz.
- Nada mais simples - explicou o velho. - Hoje à noite depois da prece (2), haverá uma reunião na mesquita. Lá estarão presentes os homens mais ricos de Anadir e também o nosso venerável mufti Dijá-Eddin Abdel-Anurek Ben-Abdallah com seus conselheiros, cádis e secretários. Farás nessa ocasião um eloqüente discurso no qual demonstrarás que és um conhecedor profundo da verdadeira ciência da vida. Com esse discurso deverás impressionar principalmente o mufti, nosso ilustre chefe e judicioso amigo.
Assim farei, meu pai - volveu com segurança o moço. - Asseguro-te que o povo ficará deslumbrado com as minhas arrebatadoras palavras.
E, nessa mesma noite, realizou-se na mesquita a reunião solene. Ao templo compareceram os elementos mais representativos da sociedade muçulmana: xeques, com seus turbantes de seda, ricos mercadores, escribas, doutores, etc.
O jovem Namedin, ao subir para a tribuna que lhe fora destinada, com um rápido olhar examinou o público numeroso que ia ouvi-lo. Avistou logo o velho mufti (3), imponente, com suas veneráveis barbas derramadas sobre o peito.
Ditas as palavras do ritual: "Em nome de Allah, clemente e misericordioso", o nosso herói iniciou um vibrante discurso de apresentação.
Discorreu, a principio, sobre os grandes movimentos sociais dos povos civilizados, impelidos pelas correntes irresistíveis do modernismo. Pintou, com as cores vivas da eloqüência, o panorama da vida arrebatada pelos fatores mais complexos das tendências sociais.
- Por Allah! Que talento! - murmuravam os ouvintes.
- E, amigos - continuava o jovem orador arrastado por um entusiasmo sempre crescente, - o mundo, queiram ou não queiram os espíritos tacanhos, marcha para a frente levado por um ideal invencível de aperfeiçoamento. E a nossa infeliz Anadir fica imóvel, abandonada à margem do progresso, como se fora uma cidade morta e esquecida. E quereis saber porquê? Eu vos direi a verdade. O governo desta terra está entregue ao velho mufti, homem decrépito, incapaz de compreender as tendências modernas da sociedade. Como pode um espírito rotineiro, inculto, arcaizante, admitir as transformações impostas pelo progresso? Jamais há de prosperar uma cidade cujos destinos estão nas mãos de um ancião sem a indispensável energia e sem a necessária capacidade administrativa.
Essas palavras, que feriram o homem de maior prestígio na cidade, causaram nos muçulmanos um escândalo nunca visto.
O mufti ouviu impassível a parlenda do moço como se nada tivesse compreendido; fez apenas um ligeiro sinal com os olhos a um de seus auxiliares e este murmurou
- Logo, ao sair, veremos.
E quando Namedin, orgulhoso pela sensação causada, deixava a mesquita, foi de súbito agarrado por três capangas e espancado impiedosamente.
A sova foi tão violenta que o imprudente perdeu os sentidos e teve de ser carregado por alguns amigos para a casa de seus pais.
Muitos dias depois, quando já se achava convalescente dos ferimentos recebidos, falou ao pai e queixou-se do procedimento indigno do mufti que fora o mandatário da bárbara agressão.
Disse-lhe, então, o velho xeque:
- O mufti assim procedeu, meu filho, por um motivo muito justo. Ele quis mostrar que, apesar do curso de seis anos que fizeste na Universidade, ainda ignoras, por completo, a Ciência da Vida. Vais, portanto, por minha ordem, voltar novamente para Bagdá e estudarás mais um ano com os sábios filósofos. Veremos depois se findo êsse novo prazo se terás adquirido os conhecimentos indispensáveis sobre a verdadeira Ciência da Vida.
Namedin, obrigado a obedecer à resolução paterna, voltou para Bagdá e durante vários meses freqüentou os cursos da Universidade.
Quando regressou outra vez ao seu torrão natal foi festivamente recebido por seus antigos camaradas.
Houve, como da primeira vez, sob a presidência do mufti, uma grande reunião na mesquita e o jovem Namedin foi convidado a proferir um discurso.
Ao tomar lugar na tribuna, o nosso herói avistou a figura impotente do mufti que, rodeado de seus íntimos, aguardava, como da outra vez, solene, a palavra do orador.
Namedin, em longos e eloqüentes períodos, fez o elogio do povo fiel de sua terra natal que ele qualificou de "próspera e progressiva". Falou, em seguida, da figura do mufti, esse ancião venerável, "modelo de virtudes", "xeque dos xeques", "amparo da justiça", "inspirado de Allah" e mil outros elogios que deixaram o mufti sensibilizado e comovido.
E, com um brilho incomparável, Namedin assim falava:
- E devo dizer ainda, ó irmãos dos árabes!, que o nosso glorioso mufti pelas suas excelsas virtudes, pela sua vida exemplar e digna, é um verdadeiro santo! E qual é a homenagem que os fiéis muçulmanos devem prestar aos grandes santos do Islã? Determina o Alcorão, o livro de Deus: "Conservai dos homens dignos os bons exemplos e venerai as suas relíquias". Cumpre-nos pois como um dever sagrado, conservar do nosso santo mufti uma relíquia qualquer. E das relíquias dos santos as mais preciosas são constituídas pelos fios de barba. Que cada um dos bons fiéis conserve do nosso virtuoso mufti um fio de suas veneráveis barbas.
E, depois de proferir tais palavras, o jovem Namedin desceu da tribuna, dirigiu-se ao mufti, inclinou-se respeitoso e com a ponta dos dedos arrancou delicadamente um fio das longas barbas do ancião.
O mufti, lisonjeado em sua vaidade em face da extraordinária homenagem, agradeceu e abraçou risonho o nosso herói.
O exemplo de Namedin foi logo seguido por várias pessoas que se achavam perto. Ao fim de alguns minutos, verdadeira legião de fanáticos atirava-se sobre o velho mufti que se sentia puxado pelas barbas e maltratado pelos seus devotados servos.
Os fiéis faziam empenho em obter uma relíquia do "santo".
Com o rosto a sangrar e as vestes em farrapos conseguiu o mufti fugir dos exaltados muçulmanos.
E o inteligente Namedin rejubilava-se da lembrança que tivera. Estava vingado da sova tremenda que um ano antes recebera por ter sido sincero.
E, nessa noite, seu pai disse-lhe orgulhoso:
- Agora sim, meu filho, já conheces perfeitamente a verdadeira Ciência da Vida.

(1) Hamã - Casa de banhos.
(2) Prece - As preces obrigatórias para os muçulmanos são em número de cinco. A primeira, ao nascer do dia; a segunda, ao meio-dia; a terceira, tem lugar às quatro horas da tarde, mais ou menos; a quartaé proferida ao cair da tarde e a última à noite. A prece deve ser precedida da ablução.
(3) Mufti - Espécie de prefeito e juiz. O mufti era encarregado do governo de uma cidade.


Fonte: Tahan, Malba. O gato do cheique e outras lendas. Rio de Janeiro: Ediouro Publicações S.A., 1997.
 
 
Tirado do blog:http://patriciagonzalez11.blogspot.com/2011/03/ciencia-da-vida-malba-tahan.html

Guia de Conversação para Turistas na Turquia

Inscreva-se já e receba nosso conteúdo -

Em 2018, um site para brasileiros e turcos

Em 2018, um site para brasileiros e turcos
Namoro, amizade, casamento ou passatempo: somente o destino pode dizer.